É a Soberania, FIFA!

Na mesma linha dos posts anteriores, para acompanhar o quanto os valores e ideias estruturantes do Plano Plurianual são válidas no dia-a-dia da política.

Soberania é o primeiro valor guia da ação do governo brasileiro.

Então, que se exerça agora nessa discussão com a FIFA. Por uma Lei Geral da Copa SOBERANA.

Abaixo,  a notícia do Valor de hoje.

Fifa quer pôr desastre natural na conta do Brasil

 

Daniela Martins | De Brasília

O secretário-geral da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Jérôme Valcke, disse ontem que o Brasil deve se responsabilizar por prejuízos causados por eventuais desastres naturais durante a realização da Copa do Mundo de 2014. “Desastre natural, segurança do país, isso não pode ser responsabilidade da Fifa. Isso tem que ser responsabilidade do governo”, disse.

O projeto da Lei Geral da Copa enviado pelo Executivo ao Congresso no ano passado estabelece que o governo brasileiro deve arcar com os prejuízos “pelos danos que causar, por ação ou omissão, à Fifa, seus respectivos representantes legais, empregados ou consultores”. Além disso, a União, de acordo com o texto proposto pelo governo, deve ser responsabilizada em incidentes ou acidentes de segurança relacionados ao megaevento esportivo.

A proposta recebeu alterações do relator, deputado Vicente Cândido (PT-SP), para responsabilizar a União “independentemente” de culpa. À época, o parlamentar afirmou que as mudanças atendiam aos interesses da Fifa. No entanto, houve resistência dos deputados da Comissão Especial que analisa o tema, que forçaram Cândido a alterar esse ponto do seu relatório, voltando ao texto original enviado pelo governo, e que culminou no adiamento da votação do projeto.

O secretário da Fifa cobrou pressa na aprovação do texto, que deve voltar a ser discutido a partir de fevereiro, com o fim do recesso parlamentar. “Está na hora de parir essa lei. O bebê tem que nascer”, afirmou. Valcke também apontou que o Brasil está com muitas demandas em comparação com outros países que foram sedes do mundial de futebol. “Só porque vocês ganharam cinco Copas do Mundo, vocês acham que podem pedir, pedir, pedir”, queixou-se.

Valcke, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e o conselheiro do Comitê Organizador Local (COL) da Copa, o ex-jogador Ronaldo, anunciaram ontem a visita às cidades-sedes do mundial de futebol. O grupo partiu ontem de Brasília para Fortaleza. Depois de vistoriar as obras do estádio da capital cearense, os três seguem para Salvador (BA) para acompanhar a reconstrução do estádio Fonte Nova.

Na quinta-feira, a cúpula da Fifa se reúne com o ministro Aldo Rebelo e representantes do COL no Rio de Janeiro para discutir os preços dos ingressos na Copa de 2014 e um calendário de atividades para este ano.

 

This entry was posted in destaque. Bookmark the permalink.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>