prozac 40mg popliteal celexa 20mg cardiac concurrent clonidine 0.1mg test recovery buy exelon Healthy stories buyneurontinonlinehere.com buying abilify online school lipitor online no rx deoxyribonucleic

Blog do Desemprego Zero

Arquivado em 'Vídeos':

A cultura do consumo

Postado em 7 dEurope/London julho dEurope/London 2008

Postado em CULTURA, O que deu na Imprensa, Vídeos | Sem Comentários »

Manifestação de 13 de abril de 2008, em Caracas

Postado em 6 dEurope/London maio dEurope/London 2008

Publicado originalmente no site Aporrea

Enviado por Leonardo Pamplona

Imagens da Manifestação de 13 de abril de 2008, domingo, em Caracas.

Há 6 anos do golpe de Estado da CIA e da oligarquia vende-Pátria contra a Revolução.

Confira também na matéria original o discurso de Chavez em vídeo, dividido em 4 partes de aproximadamente 45 minutos.

Presidente Chávez se reuniu com seu povo em Miraflores

13 Abr. 2008 – A cidadania, como uma forma de exaltar o resgate da dignidade nacional, se concentra na Avenida Urdaneta de Caracas para recordar a luta cívico-militar que permitiu o retorno do presidente Hugo Chávez Frías ao poder há seis anos atrás.

Pontos como a esquina de Santa Capillas e as proximidades da Vice-presidência da República começam a ter a presença do povo, o mesmo que em 2002 saiu às ruas para reclamar o retorno do Chefe de Estado e da linha constitucional.

A Avenida Urdaneta brilhava pela manhã abarrotada de venezuelanos e venezuelanas que se reuniram, como naquele 13 de abril, para devolver ao país sua liberdade e varrer com a tirania. [...]

Clique aqui para ler esta matéria na íntegra em espanhol e para ver os vídeos

Postado em Internacional, Vídeos | Sem Comentários »

A ordem criminosa do mundo – Parte 4

Postado em 22 dEurope/London abril dEurope/London 2008

Última parte do documentário produzido pela RTVE da Espanha, com o escritor e jornalista uruguaio Eduardo Galeano e o relator da ONU e sociólogo francês, Jean Ziegler.

Este documentário critica as implacáveis e desumanas formas de poder que tem se consolidado no mundo através das políticas e práticas imperialistas realizadas pelas potências mundiais em detrimento dos países e populações pobres, mas sempre a favor do capital financeiro. É uma ampla análise das inúmeras e profundas mazelas que assolam a humanidade. Através de suas colocações pungentes, Galeano e Ziegler examinam a nova ordem mortífera do mundo, que cada vez mais tem concentrado poder e riqueza na mão de uma pequena elite, a que controla o capital financeiro internacional, reservando para uma massa de milhões de pessoas apenas a miséria, a fome, o desemprego, enfim, a exclusão total. Uma nova ordem criminosa que destrói direitos; que desrespeita não apenas os direitos humanos, mas o próprio homem; que mata pessoas ao retirar-lhes mais que o alimento, o emprego, mas principalmente a dignidade e a esperança.

Nesta última parte, Galeano e Ziegler tratam sobre a tortura, enquanto um instrumento empregado para semear o medo e, assim, favorecer a manutenção do poder nas mãos daqueles que já o detêm; pois, este medo semeado, cresce e dá frutos, e seus frutos não são outros que não a apatia política dos povos, o conformismo com as situações de injustiça, a banalização da pobreza e sua aceitação como uma conseqüência natural da incapacidade “técnica”, da “desqualificação” ou “despreparo” dos pobres para o mercado de trabalho, a indiferença ante o sofrimento de tantos acometidos pela fome crônica e pela miséria. Galeano e Ziegler chamam a uma postura diferente, de não-conformismo com esta realidade mortífera e criminosa do mundo, que, mais do que nunca, está sob a égide das práticas imperialistas do capital financeiro internacional.

*Por Elizabeth Cardoso

“Há uma convenção internacional contra a tortura. Existem mecanismos de controle da tortura. Há um artigo na Declaração dos Direitos do Homem [...] que proíbe radicalmente a tortura. E, sem embargo, a maior potência econômica e militar do planeta pratica abertamente a tortura. [...] Há, portanto, uma destruição, não só um retrocesso, de partes inteiras, de capítulos completos dos Direitos Humanos.”
Jean Ziegler

“[...] Se a tortura torturasse somente os culpados não seria eficaz [...] Os símbolos de poder funcionam porque emitem medo, e emitem medo na medida em que podem tocar a qualquer um [...] Não se tortura para obter a informação, isso é falso. Se tortura para semear o medo. E nisso se tem que reconhecer que a tortura é eficaz. E por isso é que agora a tortura é objeto de publicidade incessante, porque a máquina do medo, a máquina de semear o medo, utiliza a tortura para prevenir o delito da dignidade.”
Eduardo Galeano

“[...] essa perversa herança colonial que nos convence que a realidade é intocável… o medo de mudar. Não se pode! [...] Por hoje, existe esta ideologia do tipo de impotência nascida do medo. Não se pode! Eu penso que esse medo de mudar é um medo muito, mas muito, danoso e que é um dos medos mais poderosos, mais importantes, neste tipo de maquinaria mundial do crime porque é um medo que mata a esperança, ou seja, opera contra a vontade democrática de mudança.”
Eduardo Galeano

Duração: 10:54min
Idioma: Espanhol (sem legendas)

[youtube=http://br.youtube.com/watch?v=gAgv1hRm9JI]

Postado em Conjuntura, O que deu na Imprensa, Vídeos | Sem Comentários »

A ordem criminosa do mundo – Parte 3

Postado em 21 dEurope/London abril dEurope/London 2008

Terceira parte, de um total de quatro, do documentário produzido pela RTVE da Espanha, com o escritor e jornalista uruguaio Eduardo Galeano e o relator da ONU e sociólogo francês, Jean Ziegler.

Este documentário critica as implacáveis e desumanas formas de poder que tem se consolidado no mundo através das políticas e práticas imperialistas realizadas pelas potências mundiais em detrimento dos países e populações pobres, mas sempre a favor do capital financeiro. É uma ampla análise das inúmeras e profundas mazelas que assolam a humanidade. Através de suas colocações pungentes, Galeano e Ziegler examinam a nova ordem mortífera do mundo, que cada vez mais tem concentrado poder e riqueza na mão de uma pequena elite, a que controla o capital financeiro internacional, reservando para uma massa de milhões de pessoas apenas a miséria, a fome, o desemprego, enfim, a exclusão total. Uma nova ordem criminosa que destrói direitos; que desrespeita não apenas os direitos humanos, mas o próprio homem; que mata pessoas ao retirar-lhes mais que o alimento, o emprego, mas principalmente a dignidade e a esperança.

Nesta terceira parte, Galeano e Ziegler abordam sobre o grave problema migratório no mundo e a globalização que não passa de um processo financeiro, que mundializa as mercadorias, os capitais, que recebe de braços abertos o capital financeiro e as multinacionais, mas que fecha as portas para as pessoas. Eles também discorrem sobre a perda de valores fundamentais da humanidade e que tem colocado em risco a democracia, em prol de interesses econômicos. Ainda tratam sobre a destruição de direitos humanos.

*Por Elizabeth Cardoso

Duração: 10:50min

Idioma: Espanhol (sem legendas)

“A OMC, a Organização Mundial do Comércio, composta hoje por 147 Estados, deve assegurar e assegura em nome do capital financeiro internacional a liberalização total da circulação de mercadorias, de capitais, de patentes e de serviços. Desarma, portanto, os Estados do Sul frente ao capital multinacional, ao que liberaliza só as mercadorias, as patentes, os capitais, nunca as pessoas. As pessoas não aparecem nos projetos da Organização Mundial do Comércio [...] Os homens se reduzem a um problema menor, totalmente apartados da liberalização mundial.”

Jean Ziegler

[youtube=http://br.youtube.com/watch?v=Eng0XDMHcB8]

Postado em Conjuntura, O que deu na Imprensa, Vídeos | Sem Comentários »

A ordem criminosa do mundo – Parte 2

Postado em 20 dEurope/London abril dEurope/London 2008

Segunda parte, de um total de quatro, do documentário produzido pela RTVE da Espanha, com o escritor e jornalista uruguaio Eduardo Galeano e o relator da ONU e sociólogo francês, Jean Ziegler.

Este documentário critica as implacáveis e desumanas formas de poder que tem se consolidado no mundo através das políticas e práticas imperialistas realizadas pelas potências mundiais em detrimento dos países e populações pobres, mas sempre a favor do capital financeiro. É uma ampla análise das inúmeras e profundas mazelas que assolam a humanidade. Através de suas colocações pungentes, Galeano e Ziegler examinam a nova ordem mortífera do mundo, que cada vez mais tem concentrado poder e riqueza na mão de uma pequena elite, a que controla o capital financeiro internacional, reservando para uma massa de milhões de pessoas apenas a miséria, a fome, o desemprego, enfim, a exclusão total. Uma nova ordem criminosa que destrói direitos; que desrespeita não apenas os direitos humanos, mas o próprio homem; que mata pessoas ao retirar-lhes mais que o alimento, o emprego, mas principalmente a dignidade e a esperança.

Nesta segunda parte, Galeano e Ziegler discorrem sobre o “capitalismo assassino”, que mata milhares de pessoas devido à fome crônica que assola os países pobres, expiatórios das políticas imperialistas e excludentes do capital financeiro. Eles tratam também sobre o pânico característico do nosso tempo, principalmente o pânico relacionado à perda do trabalho, o que tem tornado o trabalhador passivo diante das práticas exploratórias e da restrição de seus direitos.

*Por Elizabeth Cardoso

Duração: 10:36min

Idioma: Espanhol (sem legendas)

“Todos os dias neste planeta, segundo a FAO [Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação], 100 mil pessoas morrem de fome ou por causa de suas conseqüências imediatas. No ano passado, a cada 5 segundos, uma criança de menos de 10 anos morria de fome e ano passado também, 856 milhões de pessoas, 1 de cada 6, tinham permanecido mal nutridas de forma grave e permanente. As cifras indicam que a pirâmide de mártires aumenta e tudo isso se sucede em um planeta que, segundo a FAO, poderia alimentar em condições normais com 2700 calorias por dia, para um adulto normal, a 12 bilhões de seres humanos, e somos 6 bilhões, quer dizer, a quase o dobro da população atual, ou seja, que nesta matança cotidiana de fome não há fatalidade alguma.”

Jean Ziegler

“Eu não sei se em outras civilizações, se em outras etapas da história humana, as pessoas estavam tão presas ao medo como nós vivemos agora. Temos medo de tudo, todo o tempo. Não se pode fazer nada, é um gás paralisante de medo. O medo, creio, predominante, o que se sente mais na vida cotidiana, é o medo de perder o trabalho. É um típico pânico do nosso tempo, a insegurança laboral. O medo de não encontrar amanhã um posto na fábrica ou na oficina faz com que uma quantidade de direitos sindicais que se haviam tido ao longo de mais de dois séculos de lutas estejam agora correndo um grave perigo de morte, porque ninguém se anima a nada por medo, por pânico, da perda do trabalho que se tem. Os que não têm medo da perda do trabalho tem medo de não encontrá-lo, que é um medo muito semelhante. [...] O pânico é o demônio que nos inventam para nos assustar. [...] O trabalho hoje vale menos que lixo [...] se trabalha cada vez mais em troca de menos, cada vez mais horas em troca de um salário menor. [...] direitos conquistados em muitas batalhas difíceis ao longo do tempo, como o direito à sindicalização [...] esse é um direito aniquilado pela máquina da morte do mundo de hoje, é uma máquina de exterminar direitos, que tem convertido o trabalhador em um mendigo, em um mendigo de emprego, em um mendigo de salário.”

Eduardo Galeano

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=LD0-VtYenLQ&feature=related]

Postado em Conjuntura, O que deu na Imprensa, Vídeos | Sem Comentários »

A ordem criminosa do mundo – Parte 1

Postado em 19 dEurope/London abril dEurope/London 2008

Documentário produzido pela RTVE da Espanha, com o escritor e jornalista uruguaio Eduardo Galeano e o relator da ONU e sociólogo francês, Jean Ziegler.

Este documentário critica as implacáveis e desumanas formas de poder que tem se consolidado no mundo através das políticas e práticas imperialistas realizadas pelas potências mundiais em detrimento dos países e populações pobres, mas sempre a favor do capital financeiro. É uma ampla análise das inúmeras e profundas mazelas que assolam a humanidade. Através de suas colocações pungentes, Galeano e Ziegler examinam a nova ordem mortífera do mundo, que cada vez mais tem concentrado poder e riqueza na mão de uma pequena elite, a que controla o capital financeiro internacional, reservando para uma massa de milhões de pessoas apenas a miséria, a fome, o desemprego, enfim, a exclusão total. Uma nova ordem criminosa que destrói direitos; que desrespeita não apenas os direitos humanos, mas o próprio homem; que mata pessoas ao retirar-lhes mais que o alimento, o emprego, mas principalmente a dignidade e a esperança.

*Por Elizabeth Cardoso

“Os verdadeiros donos do mundo hoje em dia, em primeiro lugar, são invisíveis, não estão submetidos a nenhum controle social, sindical, parlamentar. São homens sob a sombra que detêm o governo do mundo. Detrás dos Estados, detrás das organizações internacionais, há um governo oligárquico de muito pouca gente, muito pouca gente, mas que conta com uma potência, uma influência, um controle social sobre a humanidade como jamais um papa, nenhum imperador nem rei algum tinha tido ao longo da história dos homens.”

Jean Ziegler

Duração: 10:54min

Idioma: Espanhol (sem legendas)

[youtube=http://br.youtube.com/watch?v=N_3xKbo-pOs]

Postado em Conjuntura, O que deu na Imprensa, Vídeos | Sem Comentários »

Americanos tramam apoio ao Golpe de 64

Postado em 15 dEurope/London abril dEurope/London 2008

Conversa gravada, em março de 1964, entre o então presidente dos EUA, Lyndon Johnson, e o seu subsecretário de Estado, George Ball, revela participação e apoio do país ao Golpe de 64 ocorrido no Brasil…

*Por Elizabeth Cardoso

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=Q65Pz-sFci8]

Postado em Internacional, Política Brasileira, Vídeos | Sem Comentários »

O Poder dos Pesadelos (The Power Of Nightmares) – A Ascensão da Política do Medo: Parte III

Postado em 2 dEurope/London abril dEurope/London 2008

Documentário em três episódios produzido pela BBC, trata sobre a subida dos neoconservadores e dos fundamentalistas islâmicos ao poder.

Episódio 3: “As Sombras Na Caverna”

O terceiro episódio destrói outro mito: o da existência da Al Qaeda, ao mesmo tempo que nos confronta com a realidade paranóica edificada pelos discursos do medo, e que é reforçada pelo info­?entretenimento difundido através dos meios de comunicação de massas.

Duração: 59:01minutos

[googlevideo=http://video.google.com/videoplay?docid=7601165999682228862]

Legenda: Português-Brasil

PARA ASSISTIR DOCUMENTÁRIO COMPLETO: CLIQUE AQUI

Postado em Internacional, O que deu na Imprensa, Vídeos | 2 Comentários »