prozac 40mg popliteal celexa 20mg cardiac concurrent clonidine 0.1mg test recovery buy exelon Healthy stories buyneurontinonlinehere.com buying abilify online school lipitor online no rx deoxyribonucleic

Blog do Desemprego Zero

Arquivado em 'Logística e Transporte':

Com Norte-Sul, o Atlântico fica mais perto

Postado em 30 dEurope/London setembro dEurope/London 2008

Por: José Augusto Valente*

Publicado em: Logística e Transporte

O clima de bucolismo senegalês esconde o curso acelerado de mudanças profundas que devem não só transformar Colinas, uma cidade paradoxalmente plana, como toda a região do Centro e do Norte do Tocantins, impactando o Nordeste do Mato Grosso, o Maranhão, o Piauí e o Oeste bahiano.

Lá será instalado o centro nervoso de um dos mais importantes projetos de infra-estrutura logística que estão sendo realizados no país: um dos principais pontos de operação da Ferrovia Norte-Sul.

Até dezembro de 2009, a Valec, estatal criada no fim dos anos 80 com o único objetivo de construir a ferrovia, garante que colocará o último dos 720 quilômetros de trilhos que ligarão Palmas à cidade maranhense de Açailândia, por onde passa a Estrada de Ferro dos Carajás, que vai desembocar no Porto de São Luís.

Apesar de sua importância ser praticamente ignorada por boa parte da população local, o consenso entre produtores agrícolas, órgãos governamentais, investidores e empresas de logística é de que a Norte-Sul será responsável pela abertura de uma nova e pujante fronteira agrícola no país.

Não sem razão a Vale, que é dona da Estrada de Ferro dos Carajás, aceitou pagar quase R$ 1,5 bilhão para controlar a Norte-Sul por 30 anos e, assim, ter sob seu domínio todo o corredor logístico que está sendo criado entre o interior do Tocantins e São Luís, que tem o porto brasileiro mais próximo dos mercados americano, europeu e asiático.

Por sua posição geográfica, a cidade de Colinas é estratégica nesse plano ambicioso de redirecionar a expansão agrícola nacional. Vários pontos de transbordo serão instalados ao longo da ferrovia, mas é no grande terminal que está sendo construído a 30 quilômetros da praça principal da cidade que a Vale pretende embarcar a maior parte das quase 9 milhões de toneladas de grãos que espera estar transportando pela ferrovia em 2013. Leia o resto do artigo »

Postado em Desenvolvimento Regional, Destaques da Semana, José Augusto Valente, Logística e Transporte | Sem Comentários »

Porto de Itajaí irá expandir e tem maior aumento de movimentação financeira em 5 anos

Postado em 8 dEurope/London setembro dEurope/London 2008

Por José Augusto Valente*

O superintendente do Porto Municipal de Itajaí, Arnaldo Schmitt Júnior, participou de uma reunião na tarde desta sexta-feira, 25, com o superintendente do Teconvi, Walter Joos, para discutir os planos de expansão e ampliação do Porto de Itajaí.

O projeto, que inclui a implantação final da Área B, a demolição do armazém 2 e da área da antiga administração, vai ampliar em 64 mil metros quadrados a área para armazenagem de contêineres.

Durante a reunião, além de discutir os trabalhos de demolição para ampliação da área do porto municipal, os representantes da Autoridade Portuária e do Teconvi, arrendatário de parte do Porto de Itajaí, conversaram também sobre a chegada dos novos equipamentos.

O guindaste de terra MHC (foto) chega ao porto neste domingo. O equipamento tem capacidade para movimentar até 30 contêineres por hora e perfaz um investimento de, aproximadamente, 3,5 milhões de euros.

As Reach Stacker, empilhadeiras de grande porte, num total de sete, devem chegar a Itajaí dentro de 15 dias. Cada empilhadeira Reach Stacker tem um valor aproximado de US$ 750 mil.

A movimentação financeira das mercadorias que circulam através do Porto de Itajaí apresentou o maior incremento dos últimos cinco anos. Entre exportações e importações foram movimentados, de janeiro a julho, US$ 6,5 bilhões. Leia o resto do artigo »

Postado em Assuntos, José Augusto Valente, Logística e Transporte | Sem Comentários »

TAM e Gol agora buscam o mercado visado pela Azul

Postado em 29 dEurope/London agosto dEurope/London 2008

Por José Augusto Valente*

A chegada da Azul Linhas Aéreas ao mercado, prevista para janeiro de 2009, já está mobilizando os concorrentes.

Na semana passada, as aéreas TAM e Gol entraram junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) com pedidos de autorização de vôo (hotrans) para rotas de interesse da nova companhia de David Neeleman.

As duas líderes, que detêm mais de 90% do mercado doméstico, querem autorização para voar do centro do Rio de Janeiro (Santos Dumont), para Vitória, Brasília e Pampulha (centro de Belo Horizonte) e também de Pampulha para Congonhas.

Leia mais no G1.

O assunto ainda é a movimentação das empresas aéreas brasileiras por melhores posições no mercado, prenunciando o acirramento de uma competição que o senso comum entende como salutar, mas que na prestação de serviço público, quase sempre, é mais danoso do que benéfico. Pelo menos para quem é mais importante nisso tudo: o usuário.

Na minha opinião, as tarifas podem ser baixas em função de uma gestão “enxuta”, de máxima eficiência. Porém, tão ou mais importante do que isso é que as empresas precisam ter um grande número de passageiros transportados com custos menores, devido à economia de escala. Leia o resto do artigo »

Postado em Assuntos, Conjuntura, José Augusto Valente, Logística e Transporte | Sem Comentários »

Samu atende menos acidentados de trânsito em 18 capitais depois da Lei Seca

Postado em 24 dEurope/London agosto dEurope/London 2008

Por José Augusto valente*

O número de acidentes de trânsito atendidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi menor em 17 capitais e no Distrito Federal, no primeiro mês de vigência da Lei Seca, em relação aos 30 dias anteriores .

A lei entrou em vigor no dia 20 de junho. Consideradas as 26 capitais pesquisadas, no total, houve uma redução de 14,86%, em relação ao período anterior (de 21 de maio a 19 de junho), segundo dados divulgados hoje (20) pelo Ministério da Saúde. O número de ocorrências caiu de 11.918 para 10.146.

A redução foi de mais de 20% em seis cidades: Manaus (67,87%), Belém (56,10%), São Luiz (28,57%), Campo Grande (24,58%), Salvador (22,78%) e Macapá (22,62%). Leia o resto do artigo »

Postado em Assuntos, Conjuntura, José Augusto Valente, Logística e Transporte | Sem Comentários »

Pacote de Kassab piorou velocidade dos ônibus em SP

Postado em 18 dEurope/London agosto dEurope/London 2008

Por José Augusto Valente*

Medições nos 14 principais corredores de tráfego, com base nos dados de GPS, indicam perda de quase 3%

O pacote de medidas anunciado pela Prefeitura para tentar frear a escalada dos índices de lentidão no trânsito de São Paulo não surtiu efeito para o sistema de transporte coletivo.

Pior: houve redução de 0,44 km/h (quase 3%) na velocidade média dos ônibus que circulam em faixas preferenciais, fora dos corredores exclusivos, na comparação entre a média de junho e a primeira semana de agosto. A medição, obtida com exclusividade pelo Estado, foi feita nos 14 principais corredores de tráfego, com base nos GPSs instalados em 95% dos cerca de 14 mil coletivos paulistanos.

Os resultados contrariam a tese do prefeito Gilberto Kassab (DEM) – e de praticamente todos os candidatos a prefeito – de que só o incentivo ao transporte coletivo fará motoristas se convencerem a deixar os carros na garagem.

Por ora, não é o que acontece. Enquanto a velocidade média dos ônibus nas vias preferenciais permanece estagnada na casa de 15 km/h, o ganho de fluidez para os automóveis foi de até 20%, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A velocidade média geral dos carros em maio, último dado disponível, era de 17 km/h – 12,8% acima da dos coletivos nas faixas preferenciais no mesmo período. Leia o resto do artigo »

Postado em Assuntos, Conjuntura, José Augusto Valente, Logística e Transporte, Política Brasileira | Sem Comentários »

Lucro da ALL sobe 91,6% no 2º trimestre

Postado em 13 dEurope/London agosto dEurope/London 2008

Por José Augusto Valente*

A América Latina Logística (ALL) teve lucro líquido consolidado de R$ 105,9 milhões no segundo trimestre deste ano, o que representa um crescimento de 91,6% sobre o lucro de R$ 55,3 milhões no mesmo período de 2007.

Com isso, o lucro consolidado da ALL no primeiro semestre de 2008 totalizou R$ 127,9 milhões, um aumento de 258,8% sobre o lucro de janeiro a junho de 2007.

A receita líquida da empresa aumentou 23% no segundo trimestre deste ano para R$ 704,3 milhões. A geração de caixa, medida pelo Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, amortizações e depreciações) somou R$ 338,8 milhões no período de abril a junho deste ano, ante R$ 262,7 milhões há um ano.

A ALL é a maior operadora logística com base ferroviária da América Latina e transporta produtos como matérias-primas (commodities) agrícolas, combustíveis, eletroeletrônicos, bebidas, entre outros. Leia o resto do artigo »

Postado em Assuntos, Conjuntura, José Augusto Valente, Logística e Transporte | Sem Comentários »

Brasil ultrapassa a França e torna-se o sexto maior produtor de automóveis

Postado em 11 dEurope/London agosto dEurope/London 2008

Por José Augusto Valente*

A indústria de automóveis brasileira tornou-se, no primeiro semestre deste ano, a sexta maior do mundo em número de unidades produzidas, ultrapassando a francesa.

Segundo balanço divulgado hoje (6) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), até junho, 1,89 milhão de veículos foram produzidos no Brasil – 120 mil a mais do que na França.

De acordo com a Anfavea, até o ano passado, as posições do Brasil e da França no ranking mundial da indústria de automóveis estavam invertidas. Em 2007, França produziu 3,02 milhões de veículos e o Brasil, 2,97 milhões.

Leia mais no site Agência Brasil.

Isso significa mais emprego e renda, crescimento da economia pelo papel multiplicador das montadoras. Leia o resto do artigo »

Postado em Assuntos, Desenvolvimento, José Augusto Valente, Logística e Transporte | Sem Comentários »

Caos continuará no trânsito de São Paulo – não vai dar certo as restrições à circulação de caminhões

Postado em 4 dEurope/London agosto dEurope/London 2008

Por José Augusto Valente*

O rodízio imposto às empresas de transporte rodoviário de cargas e aos caminhoneiros autonômos, não cansamos de repetir, NÃO VAI DAR CERTO!

Isso porque não adianta tirar vinte, trinta mil caminhões de circulação quando temos mais de quatro milhões de automóveis circulando, estacionando e prejudicando o trânsito de ônibus, de pedestres, de ciclitas, de motociclitas e… dos caminhões.

Hoje, é o retorno às aulas em São Paulo. Podem escrever: os congestionamentos retornarão aos patamares de antes do início das férias.

Nesse período, a prefeitura de São Paulo impôs as restrições aos caminhões e divulgou alguns resultados de melhoria do trânsito, devido exclusivamente às férias escolares e não à essa restrição. Leia o resto do artigo »

Postado em Assuntos, Debates Nacionais, José Augusto Valente, Logística e Transporte | Sem Comentários »